Munícipe

Anuário Financeiro: Torres Novas 2º melhor do Médio Tejo

AnuarioFinanceiro2017

O Município de Torres Novas é o segundo melhor da região no que se refere ao menor prazo médio de pagamentos, de acordo com o Anuário Financeiro 2017. Torres Novas alcançou uma média de 5 dias de pagamento, tendo reduzido 3 dias relativamente a 2017.


O município torrejano alcançou também classificação de destaque entre os municípios com maior diminuição do Passivo Exigível em 2017 (37.º lugar entre os 308 municípios analisados) e entre os municípios com maior diferença positiva entre o saldo de Investimentos financeiros e o saldo de Ativos Financeiros (18.º). Torres Novas é também um dos municípios que apresenta maior volume de pagamento de amortizações de empréstimos (passivos financeiros), em 2017 (18.º) e  com maior diferença positiva entre amortização de empréstimos e novos empréstimos (33.º).
 
O Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses agora publicado apresenta uma análise económica e financeira das contas dos 308 municípios relativas ao exercício económicos de 2017, incluindo ainda uma análise detalhada do setor empresarial local e, pela primeira vez, quadros ilustrativos dos Ativos, Passivos e Capital Próprio de 144 grupos autárquicos. O Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses resulta de um trabalho em equipa que envolve atualmente dois centros de investigação onde estão integrados os autores: o Centro de Investigação em Contabilidade e Fiscalidade (CICF) do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) e o Centro de Investigação em Ciência Política (CICP) da Universidade do Minho.

O documento completo pode ser consultado em https://en.calameo.com/read/0003249812d15cbbe8e66

| Agenda

| Notícias

sabia que

 

A 24 de outubro assinala-se o Dia Municipal para a Igualdade ?

Saiba mais [+]

Os cookies ajudam ao correto funcionamento deste sítio.Ao utilizar os nossos serviços, concorda com a sua utilização. Politica de privacidade .

Aceitar utilização de cookies
Politica de cookies